quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Leandro Hassum desafia Chico Xavier


O humorista Leandro Hassum fez um grande desafio às previsões de Chico Xavier, confrontando o tão prestigiado e querido ícone do "espiritismo" brasileiro. Contrariando as previsões seguras de que o Brasil se tornará "coração do mundo" - já perdeu a corrida econômica para a China - , agora o comediante descreve como em tal condição a famosa cidade dos EUA.

Sim, Nova York, a "grande maçã", uma das mais famosas metrópoles da terra do Tio Sam, foi promovida a coração do mundo por um humorista brasileiro, para desespero e tristeza daqueles que acreditavam nas carinhosas profecias do caipira de São Leopoldo.


terça-feira, 28 de outubro de 2014

Ao julgar tragédias coletivas, líderes "espíritas" agem como se vivessem no Império Romano


O Império Romano pode ter sido uma grande festa para as lideranças do "movimento espírita" brasileiro que elas se frustram por não terem sido convidadas para este banquete nas encarnações passadas.

Isso é tão certo que até Emmanuel se atrapalhou todo para tentar nos convencer de que teria vivido nos tempos de Jesus, criando seu confuso Há 2000 Anos sem pé e nem cabeça, cheio de mentiras, inverdades e até de erros e omissões históricas gravíssimos.

Portanto, quem quiser conhecer o Império Romano, recomendamos evitar ler esse grotesco livro, e é inútil apelar para a complacência com o "bom velhinho" Chico Xavier, que pôs no papel as "palavras fraternais" do mentor jesuíta, porque mostra erros tão grotescos que Emmanuel levaria um zero em qualquer prova besta de História da Antiguidade.

Mas, em todo o caso, o Império Romano, mesmo assim, é a obsessão que toma nossos já obsediados "espíritas", obsediados em palavrinhas de amor, pseudo-mediunidades, religiosismo exagerado e outras formas bonitas e amorosas de desprezar as lições do professor Allan Kardec.

Só que essa compreensão vai muito mais na fase medieval do Império Romano, quando o imperador Constantino havia criado o Catolicismo apostólico romano, base doutrinária que, com as devidas atualizações, se dividiu entre a modernização da Igreja Católica e no retrocesso da Doutrina Espírita francesa que, implantada no Brasil, reduziu-se a um sub-catolicismo paranormal.

E aí vem os "espíritas" brasileiros, ante mais uma lamentável tragédia ocorrida, quando um ônibus com alunos e professores de Borborema sofreu um acidente em Ibitinga, ambos no interior paulista, e onze pessoas morreram. Lá vem aquela tese chorosa das "tragédias coletivas".

A ideia dos "espíritas" é essa: houve um carma que produziu uma tragédia e as vítimas teriam sido pessoas que se reuniram em torno de uma sina, reajustando-se espiritualmente por causa de uma tragédia comum que seria um destino único de diferentes "patrícios" etc etc etc e blablablá.

Só que essa era mais ou menos a lógica das autoridades romanas quando chamavam condenados para sofrerem uma sentença mortal comum. Recolhia-se pessoas de lugares diferentes para que, jogadas numa praça ou num estádio, fossem devoradas por leões ou dizimadas sob as chamas ou através da forca ou da cruz (vide o caso bastante manjado de Jesus).

E o que fazem os "espíritas"? A mesma coisa! Juntam simbolicamente um monte de pessoas que eles adorariam ver mortas - claro, é a vida espiritual etc e tal - , sobretudo jovens, cujas tragédias precoces provocam um fetiche quase sensual nos "espíritas", e julgam tais infortúnios como se fossem a reunião de diferentes pessoas num mesmo "resgate espiritual" (seja lá o que isso quer dizer!).

Não é à toa que nossos "espíritas" têm pouco caso com a vida humana. A vida na Terra é, para eles, apenas uma forma de gente medíocre, patética ou mesmo mau-caráter ou criminosa tentar dizer que eles, canastrões ou facínoras, são "muito legais" e que eles é que têm direito de prolongar sua "missão" entre nós.

O que os canastrões e os facínoras poderão fazer desperdiçando tanto tempo na vida tentando enrolar a gente é algo que não dá para entender. Todavia, se em vez de pessoas admiráveis e transformadoras falecerem tão cedo (ainda que no começo dos 60 ou na véspera dos 70), falecessem canastrões e facínoras, a humanidade na Terra teria tido um salto maior de qualidade.

sábado, 25 de outubro de 2014

Divaldo Franco "aposenta" Joana de Angelis


O anti-médium baiano Divaldo Franco anunciou que sua mentora, a soror Joana de Angelis - que, do contrário que muito se alardeia, não teria sido a heroína Joana Angélica - , tem sua "reencarnação" prevista para 2015, o que significa que a produção aparentemente psicográfica de Divaldo se encerraria, "aposentando" a colaboração do espírito da religiosa.

O mesmo teria sido feito por Chico Xavier quando "aposentou", em 1998, o mentor Emmanuel, com reencarnação anunciada, na época, para o ano 2000, no interior de São Paulo. Chico faleceu em 2002, contrariando "previsões" de que Emmanuel esperaria Chico falecer para voltar à Terra, já que o jesuíta reencarnou antes.

Mesmo que as influências desses dois espíritos tenham sido autênticas - mas de um caráter bem menos nobre do que se imagina e acredita - , até para expressar o legado católico no "movimento espírita" brasileiro, nota-se que essas "reencarnações" são uma maneira dos anti-médiuns dizerem que nenhum outro poderá utilizar os nomes dos "reencarnados" em novas atividades "mediúnicas".

Com isso, a madre que não suportava ver pessoas tristes e só admitia a tristeza num prazo de quinze minutos - depois disso a pessoa que se virava para ficar alegrinha - não produzirá mais textos de profundo moralismo religioso, como Vida Feliz, ficando agora o que já foi publicado e, quando muito, havendo novas coletâneas do que já foi escrito.

Na tal "reencarnação", provavelmente Joana será uma "missionária filantrópica" que, tempos depois, se aliará de uma forma ou de outra com o Emmanuel "reencarnado" para juntos construírem o tal "reino de luz" prometido para o Brasil.

Ou será que "reino de luz" não é eufemismo para a volta do Catolicismo medieval do Império Romano, agora sob o rótulo de "espiritismo", e apenas adaptado para os contextos atuais e para a realidade brasileira?

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

José Wilker ficou "indigesto" para "médiuns" brasileiros


A lista de personalidades mortas marcadas para a usurpação de pretensos médiuns já começa a se ampliar, O humorista Fausto Fanti, do grupo Hermes & Renato e o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (que chegou a ser candidato à Presidência da República), são os mais visados.

Eles poderão "reaparecer" em mensagens supostamente mediúnicas, atribuídas a seus nomes, fazendo o mesmo proselitismo religioso e a mesma ladainha de dizer que "fulano sofreu, foi socorrido e mandado para colônias espirituais e depois reencontrou a luz, blá blá blá, blá blá blá".

Mas essa "mediunidade" é seletiva, porque não está imune a mal-entendidos diante de "psicografias" malfeitas, em que a personalidade do "médium" se sobressai a do coitado do falecido que não pode se expressar e tem seu nome usado em mensagem redigida ou falada por outrem, ou por alguma produção artística alheia.

No Rock Brasil, por exemplo, há vários casos constrangedores, envolvendo de Raul Seixas a Chorão, passando por Cazuza e Renato Russo, todos patéticos. Na prática, seus nomes são usados apenas como propaganda para atrair o público jovem para esse "espiritismo" tosco e igrejista que é feito no Brasil, um sub-catolicismo cafajeste e de ranço ainda medieval.

Daí as "psicografias" mostrando um Raul Seixas debiloide e apegado a misticismos que o roqueiro baiano havia deixado para trás no fim da vida, e um Chorão, skatista e rebelde em vida, com suas gírias e seu jeito de falar, "mandando" mensagens como se fosse um vigário de uma igreja do interior, com palavras solenes demais para sua personalidade.

Mas, fora da música, nota-se que até pessoas diferentes parecem dizer a mesma coisa, como a atriz Leila Lopez e o músico iniciante Rafael Mascarenhas, filho do ex-casal Cissa Guimarães e Raul Mascarenhas. Leila parecia uma noviça católica e Rafael um coroinha de igreja, chamando a mãe pelo vocativo de "senhora", algo que não condiz com rapazes do seu tipo que chamam pais e mães pelo vocativo de "você".

E como ficará o caso de José Wilker? Ele "reaparecerá" falando que nem sacerdote de catedral, dizendo que "sofreu, foi socorrido em colônias espirituais" e terminará a mensagem "chamando a todos a unirem-se em torno do amor e da caridade"? Seria demais para o espírito dele, que certamente cairá em risadas diante de tamanha atribuição.

Mas pior não é José Wilker, lá no além, achar ridículo ter que associar seu nome a mensagens tão patéticas e superficiais, porque tais coisas até soariam cômicas para o saudoso ator, que tinha suas tiradas bastante irônicas em vida. Pior é o zelo que sua família terá diante da ameaça dos "médiuns" em transformar o ator em mais um "igrejista do além-túmulo".

Atualmente, duas ex-mulheres de Wilker, Renée de Vielmond e Mônica Torres, a ex-namorada, Cláudia Montenegro e as filhas Isabel Wilker, atriz, e Mariana Vielmond, roteirista, estão empenhadas de alguma forma em manter o legado do ator, de uma carreira bastante rica, produtiva e expressiva, e que certamente dará num livro biográfico em breve.

Curiosamente, José Wilker interpretou Juscelino Kubitschek numa minissérie comemorativa dos 50 anos de posse do antigo presidente, morto num acidente de carro bastante suspeito em 1976. O próprio Juscelino foi vítima da esperteza de um "médium", num livro que imita direitinho o estilo de falar do ex-presidente, mas aponta falhas pessoais sutis que contestam a veracidade da autoria.

A mulherada que se dedicará a manter vivo o legado de Wilker, mantendo-o disponível para a pesquisa e a admiração de futuras gerações, não irá engolir as ações de "médiuns" que, a pretexto de apelidá-lo de "Roque Santeiro do além", venham com o mesmo papo igrejista de sempre, esse mesmo blablablá que se atribui aos coitados dos mortos que não podem falar para nós do lado de cá.

Daí que será difícil alguém usar o nome de José Wilker para escrever feito padre em sermão. Com a vigilância de suas herdeiras, José Wilker ficou "indigesto" para o oportunismo dos anti-médiuns que seguem o estrelato no "espiritismo" feito no Brasil.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Reunião para discutir "destinos" da humanidade em 1969


O Jesus do Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, o mestre que no fundo é pupilo de Helil, o Jesus Cristo choroso que mal conhece o país sul-americano, se reúne com os "espiritos benfeitores" depois da ida do homem à Lua, em 1969. E aí vemos o que resultou na imagem acima, durante uma conversa de Jesus com Emmanuel e um Chico Xavier ainda encarnado.

sábado, 18 de outubro de 2014

Emmanuel e Chico querem dominar o mundo!!!

O lançamento do filme Data Limite mostra o verdadeiro plano do "Espiritismo" brasileiro, aquele construído com o entulho que o Catolicismo jogou fora: dominar o mundo através de um medievalismo mais retrógrado, que nem mesmo o Catolicismo atual gostaria de aturar. 

O padre metido Emmanuel da Nóbrega e seu fiel escudeiro, o médium católico Chico Xavier, arquitetaram um plano maligno de dominação terrestre de fazer inveja a Pink e Cérebro. 

Os dois ratinhos deveriam ter tido essa ideia antes para poder dominar o mundo!!!


terça-feira, 14 de outubro de 2014

Ir a "centros espíritas" em Salvador é adrenalina pura!!!


Ir a "centros espíritas" de Salvador ficou bem mais emocionante. Ir e vir de ambientes assim viraram atividades de pura adrenalina, em que o coração bate cada vez mais forte!!

Perdendo demanda a cada ano, os "centros espíritas", já localizados em lugares perigosos, se tornam áreas de risco até mesmo em horários de realização de suas palestras.

A Cidade da Luz, do Centro "Espírita" Cavaleiros da Luz, comandado pelo anti-médium José Medrado - cujo maior talento é citar piadas do Kibe Loco em palestras "espíritas" (não entendeu? clique aqui) - , fica no perigoso bairro de Pituaçu, na orla soteropolitana.

Experimente sair, na noite, após uma palestra dessas, ou em algum outro dia mais ameno, e experimente voltar para um ponto vazio nas proximidades.

Se não tiver uma multidão lhe acompanhando, o ponto de ônibus localizado mais próximo na avenida da orla vira um ambiente "acolhedor" com gente pedindo donativos à sua maneira e disposta a mandar gente para a pátria espiritual através de umas "balas".


No Centro "Espírita" Paulo e Estevão, há a proximidade do Nordeste de Amaralina, além de turmas "animadas" que percorrem seus arredores no final da tarde, o que faz com que, dependendo do trecho percorrido, a chance de sofrer algum arrastão, se não grande, não é nula.

Nos domingos, então, a coisa se torna mais constante, a festa das quadrilhas se torna ainda mais animada e, se ocorrer greve de policiais, algo que de vez em quando assombra Salvador, pode ser que haja também um passaporte turístico para os espiritólicos conhecerem Nosso Lar. Pelo menos é o que eles acreditam haver.


No bairro do Uruguai, na península de Itapagipe - a mesma que inclui a Praia da Ribeira e a Igreja do Bonfim, só que mais distantes do referido lugar - a filial "mais modesta" do Centro Espírita Cavaleiros da Luz mantém os mais altos padrões de segurança adotados, até janeiro de 2013, pela hoje inativa boate Kiss, da cidade gaúcha de Santa Maria.

O que significa, em outras palavras, que as doutrinárias são lotadas, com portas trancadas e instalações fechadas, com acesso de saída apertado. Só isso dá a maior adrenalina, enquanto os banheiros eventualmente recebem as visitas generosas de umas baratas que se dobram para passar debaixo de acessos apertados sob vasos sanitários. Elas fazem sua parte no aperto.

Na saída, a espera prolongada de um ônibus ocorre nas proximidades do bangue-bangue que costuma ocorrer no bairro do Uruguai. Mas tem gente também que pressente o bangue-bangue do destino final da linha 0207 Massaranduba / Itaigara, que leva mais de 40 minutos para seu último ônibus do horário chegar para quem havia saído de uma doutrinária de "amor".

Lá nas proximidades do Rio Vermelho, o anúncio de espetáculos de faroeste nos entornos "dijuntos" do Nordeste de Amaralina fazem com que os moradores do Uruguai, prevenidos, só decidam pegar o 0207 na manhã seguinte, quando pelo menos os valentões da pesada estão dormindo.

Afinal, não é qualquer um que tem o coração batendo forte e o estômago em agitação que enfrentará uma situação "irada" dessas. Uma coisa é certa: frequentar um "centro espírita" virou uma grande aventura em Salvador, enquanto seus astros como Divaldo Franco começam a brincar de futurólogos em outras freguesias.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

As profecias de Xavier garantem: O Brasil vai melhorar!



O médium Chico Xavier, aquele que alguns chamam de "Homem-amor", detentor de inúmeros títulos e tratado como semideus, agora foi alçado a profeta e após verificarem o conteúdo de vários livros e conversas, descobriu-se que ele fez uma série de previsões.

E uma excelente notícia: O BRASIL VAI MELHORAR!!!! Aliás, não somente vai melhorar como vai virar potência mundial. Daqui é que irão sair as principais decisões que influenciarão todo o planeta. Vamos a elas.


O Brasil vai desenvolver intelecto e liderar o mundo na educação:



Nascerão jovens mais evoluídos moralmente e intelectualmente:



A cultura brasileira vai melhorar:



Brasil resolverá seus problemas econômicos e acabará com desigualdades:



Brasil será exemplo de paz que conduzirá a humanidade mundial:



Pessoas de outros países vão querer morar no Brasil:



Brasil será a maior potência mundial e governará o mundo:


domingo, 12 de outubro de 2014

Renato Russo X Renato Roustaing

Era para ser para ontem, lembrança dos 18 anos sem Renato Russo. Mas não há hora para detonarmos as traquinagens espiritólicas.




sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Aluno leva pau em Ciências na avaliação escolar




Um aluno fez uma prova de Ciências (Física, Biologia e Química) e errou todas as questões. De nada adiantou apelar, elogiar a professora e tudo o mais, o conceito deu ZERO e o aluno nem sequer foi para a recuperação, sendo imediatamente reprovado.

Mas, não se preocupe. Esse aluno pode tranquilamente entrar no círculo social do "movimento espírita" brasileiro, da linha de Chico Xavier, Emmanuel, André Luiz, Divaldo Franco e outros personagens conhecidos.

Afinal, lá o pessoal pode não entender coisa alguma de conhecimentos científicos e pode investir nas mais delirantes e pedantes teses, que sempre continuará gozando de alto conceito e avaliações elevadas no seu meio. Basta falar "palavras de amor" que tudo fica bem.

domingo, 5 de outubro de 2014

José Wilker e Hugo Carvana já estão prevenidos

Com toda certeza, eles não vão deixar se enganar com essas "psicografias" que não passam de propaganda religiosa barata, como quase sempre ocorre por aí, mesmo nos "mais conceituados centros espíritas".