quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Nossa homenagem a Péricles Maranhão

Bem nos preveniu Péricles Maranhão sobre a personalidade traiçoeira do Amigo da Onça. Coitados de muitos brasileiros, que ainda acreditam em muitos Amigos da Onça que pedem para que oremos em silêncio em vez de reagirmos aos absurdos da vida e ainda atribuem nossos piores sofrimentos aos "resgates espirituais" tidos como de vidas passadas. Pode isso?

Aqui a ilustração segue a linha "dois pesos, duas medidas" que o "espiritismo" adora tanto, com um cara que gostaria de amar uma mulher ficando sozinho, enquanto outro que cometeu um crime passional acaba levando a melhor, conquistando outra mulher. São os tais "resgates espirituais", não é mesmo?

Em tempo: Péricles Maranhão se suicidou há exatos 53 anos (31 de dezembro de 1961), inalando gás de cozinha, aos 37 anos de idade, deprimido com as gozações que recebia dos leitores de suas tirinhas. E, como é de praxe, o "espiritismo" brasileiro, que acha que suicídio é pior do que homicídio, teria definido Péricles como um covarde da pior espécie.



terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Nem o Incrível Hulk aguentaria as "belas mensagens" do "espiritismo" brasileiro

Cabe aqui nosso tributo a Stan Lee e Herb Trimpe, do qual tomamos emprestado esse fragmento da HQ do Incrível Hulk, da Marvel Comics, de novembro de 1971. Nesta adaptação, o Dr. Bruce Banner assiste a uma doutrinária num "centro espírita" que faz aquelas "lindas recomendações" para encararmos os piores sofrimentos da vida com abnegação e conformação.


quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Frase de Chico Xavier anima Paulo Maluf e Fernando Collor


Ah, o "bom velhinho" Chico Xavier... Só ele entende de "sabedoria", não é? O anti-médium mineiro, que queria que nós sofrêssemos e encarássemos qualquer cilada sorrindo, orando e amando, veio com uma frasezinha bonitinha, que faz seus seguidores infantilizados dormirem tranquilo.

Veja só que "pérola":

"A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena. Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar!"

Isso para quem havia defendido a ditadura militar. Mas Chico Xavier é tão bonzinho,.. Ele acha que nós podemos sofrer o pior dos sofrimentos e acharmos que somos abençoados por isso. Pois veja o que o bondoso e amoroso Francisco Cândido Xavier comentou sobre a ditadura militar, ele, que muitos acreditam ser "o mais progressista dos progressistas":

"Temos que convir (...) que os militares, em 3l de março de 1964, só deram o golpe para tomar o Poder Federal, atendendo a um apelo veemente, dramático, das famílias católicas brasileiras, tendo à frente os cardeais e os bispos. E, na verdade, com justa razão, ou melhor, com grande dose de patriotismo, porque o governo do Presidente João Goulart, de tendência francamente esquerdista, deixou instalar-se aqui no Brasil um verdadeiro caos, não só nos campos, onde as ligas camponesas (os “Sem Terra” de hoje)), desrespeitando o direito sagrado da propriedade, invadiam e tomavam à força as fazendas do interior. Da mesma forma os “sem teto”, apoderavam-se das casas e edifícios desocupados, como, infelizmente, ainda se faz  hoje em dia, e ali ficavam, por tempo indeterminado. Faziam isto dirigidos e orientados pelos comunistas, que, tomando como exemplo a União Soviética e o Regime Cubano de Fidel Castro, queriam também criar aqui em nossa pátria a República do Proletariado, formada pelos trabalhadores dos campos e das cidades".

Não, meus caros, isso não é um editorial de O Estado de São Paulo, não é um manifesto do IPES, nem muito menos algum discurso de Carlos Lacerda. Isso é Chico Xavier, o "homem-amor", o "sábio dos sábios", que todo mundo adora.

Mas aí ele diz que a sabedoria superior é condescendente, que aceita tudo de bandeja. Você vive numa cama de pregos e seu corpo dói muito? Sorria, você recebeu muitas bençãos, não se sabe como. Você tem que aguentar um "mala" que se dá melhor do que você na vida, sem mérito algum. É só rezar, amar e sorrir.

Contente-se com um raio-de-sol que iluminar seu caminho, antes que um trovão caia sobre sua cabeça. E, se você tem um grande projeto de vida e morre no começo do caminho, mesmo assim, sorria. Você terá chance de executar inteiramente o seu projeto daqui a 200 anos!

E a sabedoria superior perdoa, não é? A inferior julga e condena. Sendo assim, vamos rasgar todos os documentos de Direito, todas as teorias e princípios. Vamos eliminar as leis, vamos rasgar a Constituição, vamos manter o caos e viver da "sabedoria superior" das palavrinhas de seu Chico Xavier.

O coração é mudo. Não falemos. Não analisemos. Não pensemos. Que desgraça sermos dotados de raciocínio, porque o "sábio" Chico Xavier nos diz que só precisamos amar. Que desgraça a nossa capacidade de fala, porque o "superior" Chico Xavier nos diz que a melhor voz é a do silêncio.

Tinha que ser. Afinal, é o Chico que defendeu o golpe de 1964, e lá em 1971, na TV Tupi de São Paulo, ainda pedia para orarmos pelos generais que comandavam a tortura, mandavam matar e faziam seus subordinados jogarem os cadáveres em qualquer lugar. De que adiantava o AI-5 proibir os brasileiros de falar? Chico já pedia o mesmo, só que com palavrinhas doces.

Se, naquela época, o condenado levava choque elétrico com os pés mergulhados num balde de água era um "abençoado". Que ele sufocasse seus gritos de dor, somente orando e amando em silêncio, porque está numa situação "especial" em que a tal "misericórdia" já atua em favor (?!) dele e que o momento é dos tais "reajustes espirituais", maneira do "espiritismo" definir a ideia de "combate à subversão" dita pela ditadura.

Mas se a máxima do "sábio" Chico é que a sabedoria superior tolera e perdoa, isso faz com que corruptos do porte de Paulo Maluf e Fernando Collor (que foi apoiado pelo Chico que "tudo sabe") caiam na maior festa.

Se a ditadura militar era nas palavras "sábias" do "mestre" Chico, a construção do "reino de amor" do futuro - isso às custas de cadáveres como de Rubens Paiva, Stuart Angel e sua mãe Zuzu Angel, Vladimir Herzog, Carlos Marighella, Edson Luís de Lima Souto, Manuel Fiel Filho, ou mesmo Juscelino Kubitschek e João Goulart - , seus filhotinhos civis eram os eleitos para sua continuidade.

Se Chico Xavier se autoproclamava o "lápis de Deus", faz muito mais sentido ele ter sido o "açúcar dos militares", já que suas "palavras de amor" são justamente recados para as pessoas aceitarem o sofrimento numa boa e ficarem orando e amando. Isso se os sofredores tiverem energia e alguma lucidez para orarem, porque, nos piores momentos, só cabe o silêncio da agonia e da morte.

domingo, 21 de dezembro de 2014

Chiquistas pegam carona no asteroide


Há tempos que os chiquistas, como conhecemos o fã-clube oficial (seguidores, ditos "espíritas") e não-oficial (simpatizantes "independentes" de "qualquer crença") de Francisco Cândido Xavier, estão na torcida para o ufanismo astral do Brasil.

Feito um Galvão Bueno da Doutrina Espírita, Chico Xavier, que tinha mania de ver profecias em sonhos seus (desses que se tem durante o sono) e sentia fascínio mórbido por pessoas precocemente falecidas, queria que o Brasil se tornasse a nação mais poderosa do planeta.

Claro, tem seus eufemismos, próprios do catolicismo alucinado de Xavier, um catolicismo vesgo que muitos pensam ser Espiritismo de verdade - claro, Allan Kardec nunca foi um grande best seller em terras brasileiras - , e aí aquele sonho de 1969, de uma noite de sono posterior à ida de astronautas dos EUA à Lua, foi apoiado por uma linda historinha.

Primeiro, vamos esclarecer o alerta de astrofísicos que há décadas nos avisam para o risco de asteroides destruírem a Terra, do qual os chiquistas pegam carona para ver se não faz a pedra voadora atingir o Brasil (hipótese muitíssimo improvável).

Os chiquistas podem dormir tranquilos e sonhar novas "profecias". Mesmo em uma chance contra um milhão, se um asteroide atingir o planeta Terra, afetará seriamente grandes áreas da Europa, Ásia e Estados Unidos, principalmente através de maremotos causados pelo impacto da queda.

O Brasil será menos atingido, mas a humanidade será em boa parte dizimada. O mundo desenvolvido e países com grande qualidade de vida como os países escandinavos desaparecerão do mapa, enquanto o país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza será promovido pelo papai do céu a nação mais próspera e moderna do planeta.

Poderão morrer grandes intelectuais, grandes cientistas, celebridades realmente dotadas de talento, artistas de qualidade e políticos humanistas. Cidades de altíssimo desenvolvimento humano serão destruídas pelas ondas dos maremotos.

Mas não nos preocupemos. A essas alturas, se o maremoto ocorrer em 2019, como reza o "bom velhinho" - não o Papai Noel, cara pálida, mas o Chico Xavier! - , serão salvos pessoas "importantes" como os Kardashian, a Honey Boo-Boo, a Tan Mom, a Arianny Celeste, o Justin Bieber e a Coutrney Stodden já estarão seguros em hospedagens brasileiras.

Do Primeiro Mundo, especuladores financeiros, criminosos procurados pela Interpol, alguns hooligans mais problemáticos e políticos corruptos, também já teriam arrumado as malas para o Brasil, tradicional exílio para bandidos e encrenqueiros desde que degredados portugueses eram mandados para o país sul-americano, já no século XVI.

Não se poderá mandar o psicopata Charles Manson - criminoso que seus fãs confundem com ator de filmes B - para terras brasileiras porque ele está em prisão perpétua e, tendo 80 anos e um passado junkie, está na idade em que já tem reservado um passaporte para viajar para a pátria espiritual, o que não lhe falta muito tempo para isso.

Mas o Brasil manterá a salvo os funqueiros e gente como Fernando Collor, as "mulheres-frutas", os "coxinhas", os intelectualoides festivos - que defendem desde a bregalização cultural até experimentos científicos tolos, como produzir produção de sorvete na testa a base de raio laser - e, claro, os "espíritas" que só querem saber de "palavrinhas de amor".

Sim, porque eles não entendem de ciência e querem meter os narizes onde não foram chamados. Só entendem de palavrinhas doces, lições moralistas, historinhas bonitinhas essas. Mas, a depender das previsões chiquistas, as pesquisas para a cura do câncer, por exemplo, serão adiadas por tempo indeterminado, enquanto os "bailes funk" estão garantidos. É o "coração do mundo", "galera"!

Preparem seus "deitaços" quando chegar a tal "data-limite". U-huuuuuu!

sábado, 20 de dezembro de 2014

Brittany Murphy anda muito preocupada

A Grande Menina está muito preocupada com a perversidade da imprensa marrom e com o oportunismo dos anti-médiuns "espíritas".




sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Fábrica de notas falsas é fechada no interior de SP. Já a fábrica de mortos falsos...


Policiais fecharam uma fábrica de dinheiro falso em Taubaté, no interior de São Paulo. Trinta e oito máquinas e várias notas falsificadas de diversos valores foram apreendidas. As máquinas tinham recursos mais sofisticados para fazer as notas parecerem verdadeiras, incluindo recursos como marcas d'água e outros ítens de segurança.

Dois homens foram presos. As notas seriam distribuídas no mercado paulista durante a Copa do Mundo, As notas falsas já estavam sendo distibuídas na capital. As máquinas teriam também fabricado várias notas de dólar, que também seriam distribuídas.

Enquanto isso, ocorre impunemente a fábrica de mortos falsos, com mensagens "fraternais" a serem divulgadas nos próximos meses. Mensagens apócrifas atribuídas ao ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e do humorista do Hermes & Renato, Fausto Fanti, foram encontradas.

As mensagens estavam sendo preparadas com "recursos de seguranças" como informações relativas à política social de Pernambuco e até dados do avô de Eduardo, o ex-governador pernambucano Miguel Arraes, e dados humorísticos referentes a Hermes & Renato, além de informações referentes à MTV e à Rede Record, que serviriam de fontes para o preparo das mensagens.

Também se observam pesquisas sobre como seriam as assinaturas originais dos dois. As assinaturas não foram encontradas, mas sim planos de colher informações e dados que possibilitassem uma imitação mais verossímil das assinaturas dos falecidos.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Telespectador anda muito desinformado das coisas


Uma carta publicada na Revista da Tevê de O Globo, dia 14 de dezembro de 2014, é uma dessas "pérolas" do chamado "movimento espírita" brasileiro, que contaminam os adeptos, cada vez mais confusos das coisas, engolindo religiosismo barato como se fosse ciência.

Reclamando do tom humorístico da novela Alto Astral, transmitida no horário das 19 horas da Rede Globo de Televisão, o leitor, que simplesmente se identificou como João Carlos, veio com essa mensagem na qual ele, sem querer, embola ridiculamente as coisas. Vamos lá:

"ALTO ASTRAL

Total repúdio aos autores de 'Alto Astral' pelo tratamento insultoso à doutrina espírita, principalmente pela personagem de Cláudia Raia. Espiritismo é uma ciência de seriedade moral e ética, como o atestam as vidas públicas de Chico Xavier e Divaldo Franco. Merecem mais respeito e consideração.

João Carlos"

Quanta ingenuidade, João Carlos!! Chico Xavier e Divaldo Franco dão um tratamento ainda mais insultoso à doutrina de Allan Kardec! O cara está desinformado das coisas, deve ver Jornal Nacional demais (quem sabe dos bastidores da mídia sabe que o noticioso é um engodo reacionário).

Perto do que Xavier e Franco fazem com a Doutrina Espírita, brincando com ideias e até com espíritos falecidos, plagiando textos (Xavier) e fazendo falsetes (Franco) sob a desculpa de estarem fazendo mediunidade.

Até que Alto Astral - que pelo menos não tem a intenção de parecer "espírita" - anda mais respeitosa com o Espiritismo, se comparado com as atrocidades que os senhores Francisco Cândido Xavier (in memoriam) e Divaldo Pereira Franco fizeram com as ideias de Allan Kardec, moldando-as de acordo com suas convicções católicas um tanto esquizofrênicas e alucinógenas.

Ciência é o que Chico e Divaldo não valorizam em momento algum. Seriedade moral e ética não se devia esperar dos dois, acusados de vergonhosos plágios, que causaram escândalos e quase jogaram a Doutrina Espírita para o precipício, beneficiando "protestantes" como Silas Malafaia, Edir Macedo e companhia, tão felizes com as brincadeiras dos dois "espíritas".

Portanto, João Carlos deveria ter pensado duas vezes antes de escrever esse texto, em vez de ficar exaltando uma seita confusa que, a pretexto de seguir a doutrina de Allan Kardec, a trai violentamente, provando que Chico e Divaldo cometem mais insultos contra o pedagogo francês do que uma simples novelinha boba e sem muita importância.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

"Movimento espírita" expulsando Allan Kardec

Emmanuel, Bezerra de Menezes e Chico Xavier expulsando quem os incomoda na realização de seus planos. Claro, acaba sobrando para Allan Kardec.







sábado, 6 de dezembro de 2014

Pedro de Lara foi mais coerente que Chico Xavier


Sim, caros leitores!!! Pedro de Lara superou Francisco Cândido Xavier no quesito coerência e despretensão. O Pedro de Lara que foi o jurado mal-humorado do Show de Calouros do Programa Sílvio Santos (SBT) e fez o Salsi Fufu no programa do palhaço Bozo, na mesma rede de televisão, havia dado uma boa lição no anti-médium de Pedro Leopoldo e Uberaba.

Pedro de Lara havia lançado O Maravilhoso Livro dos Sonhos, em que o autor arriscava a fazer interpretações de cunho místico e astrológico dos sonhos que se passam na vida de qualquer um durante um momento de sono.

São aquelas interpretações conhecidas nos livros de Astrologia e outras bobagens místicas, bastante duvidosas por serem muito generalizadas e não considerarem as individualidades de cada pessoa, que também variam conforme o tipo de sonho ocorrido durante o ato de dormir.

Mas, espere aí. O que Pedro de Lara, com tudo isso, tem de despretensioso e coerente, se ele fazia interpretações de cunho astrológico dos sonhos dorminhocos de qualquer pessoa? O que fez ele estar numa posição superior ao "profeta" Chico Xavier?

Simples. Com todas as "análises" feitas dos sonhos e seus diversos tipos, Pedro de Lara não teve a pretensão que Chico havia tido num único sonho, mesmo avaliando os mais diversos tipos de sonhos, sejam aqueles mais deslumbrantes, sejam os piores pesadelos.

Com um único sonho, em que um caricato Jesus se reunia com um monte de figurinhas do além-túmulo e, de terrestre, apenas Chico Xavier - o sonho ele teve em 1969 - para avaliar a ida de astronautas norte-americanos à Lua, muitas bobagens passaram a ser atribuídas.

Com uma única noite de sono, Chico foi promovido a profeta, cientista e sociólogo, do qual foram extraídas supostas previsões da humanidade, em que os EUA, Europa e Ásia seriam varridos do mapa por cataclismas e ações terroristas e o Brasil seria um dos poucos países remanescentes, virando o Eldorado da humanidade futura.

Criou-se até um documentário sobre isso, o Data-Limite Segundo Chico Xavier, de Fábio Medeiros, que fez o milagre de transformar devaneios de umas poucas horas de sono em duas horas de supostas previsões sobre o futuro da humanidade nos próximos séculos. Demais!!!

Num passe de mágica, criaram-se apostas "seguras" de que o Brasil, apenas com um pouco de "amor e luz" e uma dose de "fraternidade", se transformará na maior nação do planeta, com a suposta ascensão de intelectuais, cientistas e artistas de "grande expressão humanitária" que guiarão os brasileiros e, não só eles, mas os outros povos do planeta.

A julgar pelo andar da carruagem, veremos que essas "grandes pessoas" são funqueiros, mulheres siliconadas, escritores de auto-ajuda, especuladores financeiros, sub-celebridades em geral e, é claro, os queridos líderes "espíritas", que governarão o planeta às custas de um catolicismo malfeito com delírios paranormais.

Portanto, Pedro de Lara, interpretando os mais variados tipos de sonhos, não teve a pretensão de dar palpites sobre o que ocorreria no planeta Terra daqui a quarenta anos. Neste caso, com umas poucas horas de sono Chico Xavier teve a pretensão absurda de prever as quatro décadas de supostas transformações profundas para toda uma humanidade.

Neste caso, o ranzinza Pedro de Lara levou a melhor, por não meter o nariz de Salsi Fufu onde não foi chamado.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Médico "espírita" e os "reajustes espirituais"

Qualquer semelhança com O Fantasma da Liberdade não é muita coincidência, já que Luís Buñuel já havia adiantado muitos absurdos da nossa realidade...


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Diário Oficial do "movimento espírita" carioca encalha nas bancas


Esta foto, tirada há poucos dias, mostra o Diário Oficial do "movimento espírita" do Rio de Janeiro, o Correio Espírita, encalhado, com edições mais antigas ainda vendidas. Foi na banca da Estação das Barcas, na Praça Quinze de Novembro, no centro carioca.

Mas isso é tão somente uma amostra, porque, indo para outras bancas do Grande Rio, o que se nota é que o encalhe é muito mais sério, com pilhas de exemplares se acumulando sem que viva alma e nem mesmo as desencarnadas se interessem em adquirir.

Afinal, quem vai ler uma gororoba impressa que mistura os alhos da ciência e do estudo da espiritualidade com os bugalhos do misticismo religioso ou esotérico e das pregações moralistas? As edições encalhadas chegam mesmo a estarem amarelas. Será o tal yellow press que os gringos tanto falavam?

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Adepto de Chico Xavier comete verdadeira burrice


Numa postagem sobre as denúncias de Amauri Pena Xavier, sobrinho de Chico Xavier, de que o tio cometia fraudes na sua suposta psicografia, o internauta Buckaroo Banzai cometeu um verdadeiro asneirol.

Tentando mostrar uma suposta prova a favor de Chico Xavier, ele mostrou uma foto de outra fraude, apesar dele disparar, arrogantemente, a seguinte pergunta: "Como é que CX pode ter sido desmascarado se há vasta documentação fotográfica dos seus poderes? Manda esse sobrinho ir pastar...".


O grande problema é que o internauta está completamente desinformado com o escândalo que o caso registrado nesta foto, da farsante Otília Diogo que aparece fantasiada de Irmã Josefa, num processo de fraudes que incluía gaze, algodão, roupas brancas e outros artifícios para forjar materialização.


Em 27 de outubro de 1970, uma reportagem da revista O Cruzeiro desmascarou os envolvidos, embora aparentemente só Otília Diogo tenha saído culpada na ocasião. Mas nota-se, na foto ao lado, que Chico Xavier acompanhou os bastidores e não só apoiou a brincadeira como se divertia muito como provam as fotos divulgadas na Internet.

Portanto, o internauta quebrou a cara, querendo usar, como prova para questionar acusações de fraude contra Chico Xavier, uma outra fraude apoiada por ele. Quem mesmo é que vai pastar, afinal?

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Leandro Hassum desafia Chico Xavier


O humorista Leandro Hassum fez um grande desafio às previsões de Chico Xavier, confrontando o tão prestigiado e querido ícone do "espiritismo" brasileiro. Contrariando as previsões seguras de que o Brasil se tornará "coração do mundo" - já perdeu a corrida econômica para a China - , agora o comediante descreve como em tal condição a famosa cidade dos EUA.

Sim, Nova York, a "grande maçã", uma das mais famosas metrópoles da terra do Tio Sam, foi promovida a coração do mundo por um humorista brasileiro, para desespero e tristeza daqueles que acreditavam nas carinhosas profecias do caipira de São Leopoldo.


terça-feira, 28 de outubro de 2014

Ao julgar tragédias coletivas, líderes "espíritas" agem como se vivessem no Império Romano


O Império Romano pode ter sido uma grande festa para as lideranças do "movimento espírita" brasileiro que elas se frustram por não terem sido convidadas para este banquete nas encarnações passadas.

Isso é tão certo que até Emmanuel se atrapalhou todo para tentar nos convencer de que teria vivido nos tempos de Jesus, criando seu confuso Há 2000 Anos sem pé e nem cabeça, cheio de mentiras, inverdades e até de erros e omissões históricas gravíssimos.

Portanto, quem quiser conhecer o Império Romano, recomendamos evitar ler esse grotesco livro, e é inútil apelar para a complacência com o "bom velhinho" Chico Xavier, que pôs no papel as "palavras fraternais" do mentor jesuíta, porque mostra erros tão grotescos que Emmanuel levaria um zero em qualquer prova besta de História da Antiguidade.

Mas, em todo o caso, o Império Romano, mesmo assim, é a obsessão que toma nossos já obsediados "espíritas", obsediados em palavrinhas de amor, pseudo-mediunidades, religiosismo exagerado e outras formas bonitas e amorosas de desprezar as lições do professor Allan Kardec.

Só que essa compreensão vai muito mais na fase medieval do Império Romano, quando o imperador Constantino havia criado o Catolicismo apostólico romano, base doutrinária que, com as devidas atualizações, se dividiu entre a modernização da Igreja Católica e no retrocesso da Doutrina Espírita francesa que, implantada no Brasil, reduziu-se a um sub-catolicismo paranormal.

E aí vem os "espíritas" brasileiros, ante mais uma lamentável tragédia ocorrida, quando um ônibus com alunos e professores de Borborema sofreu um acidente em Ibitinga, ambos no interior paulista, e onze pessoas morreram. Lá vem aquela tese chorosa das "tragédias coletivas".

A ideia dos "espíritas" é essa: houve um carma que produziu uma tragédia e as vítimas teriam sido pessoas que se reuniram em torno de uma sina, reajustando-se espiritualmente por causa de uma tragédia comum que seria um destino único de diferentes "patrícios" etc etc etc e blablablá.

Só que essa era mais ou menos a lógica das autoridades romanas quando chamavam condenados para sofrerem uma sentença mortal comum. Recolhia-se pessoas de lugares diferentes para que, jogadas numa praça ou num estádio, fossem devoradas por leões ou dizimadas sob as chamas ou através da forca ou da cruz (vide o caso bastante manjado de Jesus).

E o que fazem os "espíritas"? A mesma coisa! Juntam simbolicamente um monte de pessoas que eles adorariam ver mortas - claro, é a vida espiritual etc e tal - , sobretudo jovens, cujas tragédias precoces provocam um fetiche quase sensual nos "espíritas", e julgam tais infortúnios como se fossem a reunião de diferentes pessoas num mesmo "resgate espiritual" (seja lá o que isso quer dizer!).

Não é à toa que nossos "espíritas" têm pouco caso com a vida humana. A vida na Terra é, para eles, apenas uma forma de gente medíocre, patética ou mesmo mau-caráter ou criminosa tentar dizer que eles, canastrões ou facínoras, são "muito legais" e que eles é que têm direito de prolongar sua "missão" entre nós.

O que os canastrões e os facínoras poderão fazer desperdiçando tanto tempo na vida tentando enrolar a gente é algo que não dá para entender. Todavia, se em vez de pessoas admiráveis e transformadoras falecerem tão cedo (ainda que no começo dos 60 ou na véspera dos 70), falecessem canastrões e facínoras, a humanidade na Terra teria tido um salto maior de qualidade.

sábado, 25 de outubro de 2014

Divaldo Franco "aposenta" Joana de Angelis


O anti-médium baiano Divaldo Franco anunciou que sua mentora, a soror Joana de Angelis - que, do contrário que muito se alardeia, não teria sido a heroína Joana Angélica - , tem sua "reencarnação" prevista para 2015, o que significa que a produção aparentemente psicográfica de Divaldo se encerraria, "aposentando" a colaboração do espírito da religiosa.

O mesmo teria sido feito por Chico Xavier quando "aposentou", em 1998, o mentor Emmanuel, com reencarnação anunciada, na época, para o ano 2000, no interior de São Paulo. Chico faleceu em 2002, contrariando "previsões" de que Emmanuel esperaria Chico falecer para voltar à Terra, já que o jesuíta reencarnou antes.

Mesmo que as influências desses dois espíritos tenham sido autênticas - mas de um caráter bem menos nobre do que se imagina e acredita - , até para expressar o legado católico no "movimento espírita" brasileiro, nota-se que essas "reencarnações" são uma maneira dos anti-médiuns dizerem que nenhum outro poderá utilizar os nomes dos "reencarnados" em novas atividades "mediúnicas".

Com isso, a madre que não suportava ver pessoas tristes e só admitia a tristeza num prazo de quinze minutos - depois disso a pessoa que se virava para ficar alegrinha - não produzirá mais textos de profundo moralismo religioso, como Vida Feliz, ficando agora o que já foi publicado e, quando muito, havendo novas coletâneas do que já foi escrito.

Na tal "reencarnação", provavelmente Joana será uma "missionária filantrópica" que, tempos depois, se aliará de uma forma ou de outra com o Emmanuel "reencarnado" para juntos construírem o tal "reino de luz" prometido para o Brasil.

Ou será que "reino de luz" não é eufemismo para a volta do Catolicismo medieval do Império Romano, agora sob o rótulo de "espiritismo", e apenas adaptado para os contextos atuais e para a realidade brasileira?

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

José Wilker ficou "indigesto" para "médiuns" brasileiros


A lista de personalidades mortas marcadas para a usurpação de pretensos médiuns já começa a se ampliar, O humorista Fausto Fanti, do grupo Hermes & Renato e o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (que chegou a ser candidato à Presidência da República), são os mais visados.

Eles poderão "reaparecer" em mensagens supostamente mediúnicas, atribuídas a seus nomes, fazendo o mesmo proselitismo religioso e a mesma ladainha de dizer que "fulano sofreu, foi socorrido e mandado para colônias espirituais e depois reencontrou a luz, blá blá blá, blá blá blá".

Mas essa "mediunidade" é seletiva, porque não está imune a mal-entendidos diante de "psicografias" malfeitas, em que a personalidade do "médium" se sobressai a do coitado do falecido que não pode se expressar e tem seu nome usado em mensagem redigida ou falada por outrem, ou por alguma produção artística alheia.

No Rock Brasil, por exemplo, há vários casos constrangedores, envolvendo de Raul Seixas a Chorão, passando por Cazuza e Renato Russo, todos patéticos. Na prática, seus nomes são usados apenas como propaganda para atrair o público jovem para esse "espiritismo" tosco e igrejista que é feito no Brasil, um sub-catolicismo cafajeste e de ranço ainda medieval.

Daí as "psicografias" mostrando um Raul Seixas debiloide e apegado a misticismos que o roqueiro baiano havia deixado para trás no fim da vida, e um Chorão, skatista e rebelde em vida, com suas gírias e seu jeito de falar, "mandando" mensagens como se fosse um vigário de uma igreja do interior, com palavras solenes demais para sua personalidade.

Mas, fora da música, nota-se que até pessoas diferentes parecem dizer a mesma coisa, como a atriz Leila Lopez e o músico iniciante Rafael Mascarenhas, filho do ex-casal Cissa Guimarães e Raul Mascarenhas. Leila parecia uma noviça católica e Rafael um coroinha de igreja, chamando a mãe pelo vocativo de "senhora", algo que não condiz com rapazes do seu tipo que chamam pais e mães pelo vocativo de "você".

E como ficará o caso de José Wilker? Ele "reaparecerá" falando que nem sacerdote de catedral, dizendo que "sofreu, foi socorrido em colônias espirituais" e terminará a mensagem "chamando a todos a unirem-se em torno do amor e da caridade"? Seria demais para o espírito dele, que certamente cairá em risadas diante de tamanha atribuição.

Mas pior não é José Wilker, lá no além, achar ridículo ter que associar seu nome a mensagens tão patéticas e superficiais, porque tais coisas até soariam cômicas para o saudoso ator, que tinha suas tiradas bastante irônicas em vida. Pior é o zelo que sua família terá diante da ameaça dos "médiuns" em transformar o ator em mais um "igrejista do além-túmulo".

Atualmente, duas ex-mulheres de Wilker, Renée de Vielmond e Mônica Torres, a ex-namorada, Cláudia Montenegro e as filhas Isabel Wilker, atriz, e Mariana Vielmond, roteirista, estão empenhadas de alguma forma em manter o legado do ator, de uma carreira bastante rica, produtiva e expressiva, e que certamente dará num livro biográfico em breve.

Curiosamente, José Wilker interpretou Juscelino Kubitschek numa minissérie comemorativa dos 50 anos de posse do antigo presidente, morto num acidente de carro bastante suspeito em 1976. O próprio Juscelino foi vítima da esperteza de um "médium", num livro que imita direitinho o estilo de falar do ex-presidente, mas aponta falhas pessoais sutis que contestam a veracidade da autoria.

A mulherada que se dedicará a manter vivo o legado de Wilker, mantendo-o disponível para a pesquisa e a admiração de futuras gerações, não irá engolir as ações de "médiuns" que, a pretexto de apelidá-lo de "Roque Santeiro do além", venham com o mesmo papo igrejista de sempre, esse mesmo blablablá que se atribui aos coitados dos mortos que não podem falar para nós do lado de cá.

Daí que será difícil alguém usar o nome de José Wilker para escrever feito padre em sermão. Com a vigilância de suas herdeiras, José Wilker ficou "indigesto" para o oportunismo dos anti-médiuns que seguem o estrelato no "espiritismo" feito no Brasil.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Reunião para discutir "destinos" da humanidade em 1969


O Jesus do Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, o mestre que no fundo é pupilo de Helil, o Jesus Cristo choroso que mal conhece o país sul-americano, se reúne com os "espiritos benfeitores" depois da ida do homem à Lua, em 1969. E aí vemos o que resultou na imagem acima, durante uma conversa de Jesus com Emmanuel e um Chico Xavier ainda encarnado.

sábado, 18 de outubro de 2014

Emmanuel e Chico querem dominar o mundo!!!

O lançamento do filme Data Limite mostra o verdadeiro plano do "Espiritismo" brasileiro, aquele construído com o entulho que o Catolicismo jogou fora: dominar o mundo através de um medievalismo mais retrógrado, que nem mesmo o Catolicismo atual gostaria de aturar. 

O padre metido Emmanuel da Nóbrega e seu fiel escudeiro, o médium católico Chico Xavier, arquitetaram um plano maligno de dominação terrestre de fazer inveja a Pink e Cérebro. 

Os dois ratinhos deveriam ter tido essa ideia antes para poder dominar o mundo!!!


terça-feira, 14 de outubro de 2014

Ir a "centros espíritas" em Salvador é adrenalina pura!!!


Ir a "centros espíritas" de Salvador ficou bem mais emocionante. Ir e vir de ambientes assim viraram atividades de pura adrenalina, em que o coração bate cada vez mais forte!!

Perdendo demanda a cada ano, os "centros espíritas", já localizados em lugares perigosos, se tornam áreas de risco até mesmo em horários de realização de suas palestras.

A Cidade da Luz, do Centro "Espírita" Cavaleiros da Luz, comandado pelo anti-médium José Medrado - cujo maior talento é citar piadas do Kibe Loco em palestras "espíritas" (não entendeu? clique aqui) - , fica no perigoso bairro de Pituaçu, na orla soteropolitana.

Experimente sair, na noite, após uma palestra dessas, ou em algum outro dia mais ameno, e experimente voltar para um ponto vazio nas proximidades.

Se não tiver uma multidão lhe acompanhando, o ponto de ônibus localizado mais próximo na avenida da orla vira um ambiente "acolhedor" com gente pedindo donativos à sua maneira e disposta a mandar gente para a pátria espiritual através de umas "balas".


No Centro "Espírita" Paulo e Estevão, há a proximidade do Nordeste de Amaralina, além de turmas "animadas" que percorrem seus arredores no final da tarde, o que faz com que, dependendo do trecho percorrido, a chance de sofrer algum arrastão, se não grande, não é nula.

Nos domingos, então, a coisa se torna mais constante, a festa das quadrilhas se torna ainda mais animada e, se ocorrer greve de policiais, algo que de vez em quando assombra Salvador, pode ser que haja também um passaporte turístico para os espiritólicos conhecerem Nosso Lar. Pelo menos é o que eles acreditam haver.


No bairro do Uruguai, na península de Itapagipe - a mesma que inclui a Praia da Ribeira e a Igreja do Bonfim, só que mais distantes do referido lugar - a filial "mais modesta" do Centro Espírita Cavaleiros da Luz mantém os mais altos padrões de segurança adotados, até janeiro de 2013, pela hoje inativa boate Kiss, da cidade gaúcha de Santa Maria.

O que significa, em outras palavras, que as doutrinárias são lotadas, com portas trancadas e instalações fechadas, com acesso de saída apertado. Só isso dá a maior adrenalina, enquanto os banheiros eventualmente recebem as visitas generosas de umas baratas que se dobram para passar debaixo de acessos apertados sob vasos sanitários. Elas fazem sua parte no aperto.

Na saída, a espera prolongada de um ônibus ocorre nas proximidades do bangue-bangue que costuma ocorrer no bairro do Uruguai. Mas tem gente também que pressente o bangue-bangue do destino final da linha 0207 Massaranduba / Itaigara, que leva mais de 40 minutos para seu último ônibus do horário chegar para quem havia saído de uma doutrinária de "amor".

Lá nas proximidades do Rio Vermelho, o anúncio de espetáculos de faroeste nos entornos "dijuntos" do Nordeste de Amaralina fazem com que os moradores do Uruguai, prevenidos, só decidam pegar o 0207 na manhã seguinte, quando pelo menos os valentões da pesada estão dormindo.

Afinal, não é qualquer um que tem o coração batendo forte e o estômago em agitação que enfrentará uma situação "irada" dessas. Uma coisa é certa: frequentar um "centro espírita" virou uma grande aventura em Salvador, enquanto seus astros como Divaldo Franco começam a brincar de futurólogos em outras freguesias.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

As profecias de Xavier garantem: O Brasil vai melhorar!



O médium Chico Xavier, aquele que alguns chamam de "Homem-amor", detentor de inúmeros títulos e tratado como semideus, agora foi alçado a profeta e após verificarem o conteúdo de vários livros e conversas, descobriu-se que ele fez uma série de previsões.

E uma excelente notícia: O BRASIL VAI MELHORAR!!!! Aliás, não somente vai melhorar como vai virar potência mundial. Daqui é que irão sair as principais decisões que influenciarão todo o planeta. Vamos a elas.


O Brasil vai desenvolver intelecto e liderar o mundo na educação:



Nascerão jovens mais evoluídos moralmente e intelectualmente:



A cultura brasileira vai melhorar:



Brasil resolverá seus problemas econômicos e acabará com desigualdades:



Brasil será exemplo de paz que conduzirá a humanidade mundial:



Pessoas de outros países vão querer morar no Brasil:



Brasil será a maior potência mundial e governará o mundo:


domingo, 12 de outubro de 2014

Renato Russo X Renato Roustaing

Era para ser para ontem, lembrança dos 18 anos sem Renato Russo. Mas não há hora para detonarmos as traquinagens espiritólicas.




sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Aluno leva pau em Ciências na avaliação escolar




Um aluno fez uma prova de Ciências (Física, Biologia e Química) e errou todas as questões. De nada adiantou apelar, elogiar a professora e tudo o mais, o conceito deu ZERO e o aluno nem sequer foi para a recuperação, sendo imediatamente reprovado.

Mas, não se preocupe. Esse aluno pode tranquilamente entrar no círculo social do "movimento espírita" brasileiro, da linha de Chico Xavier, Emmanuel, André Luiz, Divaldo Franco e outros personagens conhecidos.

Afinal, lá o pessoal pode não entender coisa alguma de conhecimentos científicos e pode investir nas mais delirantes e pedantes teses, que sempre continuará gozando de alto conceito e avaliações elevadas no seu meio. Basta falar "palavras de amor" que tudo fica bem.

domingo, 5 de outubro de 2014

José Wilker e Hugo Carvana já estão prevenidos

Com toda certeza, eles não vão deixar se enganar com essas "psicografias" que não passam de propaganda religiosa barata, como quase sempre ocorre por aí, mesmo nos "mais conceituados centros espíritas".


quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Imagens exclusivas de Chico Xavier e Waldo Vieira

Aqui estão as imagens exclusivas de Waldo Vieira falando com Chico Xavier, o guia maior do "espiritismo" brasileiro, em algum momento da década de 1960.



sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Inventaram fantasminha tarado na Inglaterra

Botaram uma toalhinha de rosto, fotografaram, deram um "banho" de Photoshop e atribuíram a ela a presença de um suposto fantasma tarado. Foi um casal inglês que inventou essa história, mas a FEB, aqui no Brasil, iria adorar.



sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Faltou luz em Brasília!! Chamem a FEB!!


Faltou luz em Brasília. Moradores de Taguatinga fizeram protestos contra o apagão de várias horas. Até alguns prédios da Esplanada dos Ministérios ficaram sem luz.

Puxa vida. Eles deveriam recorrer à Federação "Espírita" Brasileira, porque uma coisa que "nossos espíritas" mais entendem é de LUZ.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Receita para fazer uma "psicografia"


Inspirado nos trabalhos realizados pelo "espiritismo" brasileiro, em que as mensagens tidas como espirituais pouco condizem quanto à personalidade de seu autor, importando muito mais as mensagens "amorosas" e "fraternais" nelas contidas, resolvemos ensinar um modelo de "psicografia" para qualquer um se dar bem em qualquer "centro espírita".

É só carregar nas palavras de amor, de caridade, luz e fraternidade. Deve-se também criar um draminha, dizendo que o tal falecido sofreu e que depois que recebeu o socorro espiritual e as orações dos entes que ele deixou, ele agora conheceu a luz e tornou-se uma pessoa melhor.

Para evitar muito sacrifício, levando em conta que muitos supostos médiuns não têm a habilidade criadora de dramaturgos contemporâneos como Sílvio de Abreu e Gilberto Braga, criamos um modelo de "mensagem espiritual" que pode ser copiado, usando as devidas variações.

Assim, o dito "médium espírita" pode poupar esforços e lançar uma mesma mensagem de amor, pouco importando se trata de um Chorão, Mané Garrincha, Juscelino Kubitschek ou mesmo PC Farias. Basta seguir alguns procedimentos através do modelo abaixo:

Meus irmãos. Quanta felicidade sinto no coração ao compartilhar convosco esse ambiente de amor e luz. Eu, tomado de excessos na vida, vivi (1) e sofri profundamente depois do desenlace físico. Enviado para as zonas trevosas, cercado de espíritos obsessores, fui socorrido por (2) e levado para a colônia espiritual (3).

Almas bondosas resolveram então me amparar e uma nova luz se irradiou sobre meu ser, uma sensação de paz tomou toda minha alma. Então pude rever no mundo espiritual entes que se foram, reunidos em (4). Quantos momentos de alegria e fraternidade. Quantas bênçãos, quanta luz!! Graças às orações que recebi de todos vocês, virei uma pessoa melhor e iluminada. Deus os proteja, irmãos!!

(1) Adote uma metáfora relacionada à vida do falecido. Às vezes títulos de músicas ajudam, como "Exagerado", no caso de Cazuza, "Tempo Perdido", da Legião Urbana (banda de Renato Russo) e "Sociedade Alternativa", de Raul Seixas. Ou então "Bye Bye Brasil", em relação a José Wilker, e "Terra em Transe", em relação a Glauber Rocha.

(2) Use algum nome de origem latina ou árabe, ou, se caso não conseguir, faça pretensos helenismos e pretensos latinismos, como "Efrias", "Misóquias", "Elesbíades", "Geremião" ou coisa parecida. Se for mulher, usar "Marta" ou "Maria" seria lugar comum, devendo ser acrescido de alguma localidade árabe ou romana de sua preferência.

(3) É opcional a denominação da tal colônia espiritual, mas uma vez feita, garante o "diferencial". A FEB já veio com Nosso Lar, o que indica que se deverá escolher outro nome. Possíveis sugestões: Nova Luz, Viajores da Paz, Caminheiros do Amanhã, Cristo e Luz, Fraternidade Cristã, e por aí vai.

(4) Junte gente relacionada à vida do falecido e que morreram antes dele. No caso do Cazuza, chegou-se a inventar um "Cassino do Chacrinha do além", com o próprio Abelardo Barbosa, o Chacrinha, mais cantores como Clara Nunes. No caso de um Tom Jobim, por exemplo, pode-se forjar um botequim do além, com Vinícius de Moraes, Nelson Rodrigues, Ronaldo Bôscoli, Maysa etc.

Só precisa ver se não há algum processo judicial dos herdeiros deles a caminho. Se não houver, basta só fazer os ajustes e lançar a mensagem espiritual em questão.

domingo, 10 de agosto de 2014

Como fazer uma "materialização espiritual" segundo a FEB



RECEITA DE "MATERIALIZAÇÃO ESPIRITUAL"
(Recomendada pela Federação "Espírita" Brasileira e autenticada por Chico Xavier)

INGREDIENTES

Para "materialização"

Um lençol branco de pelo menos 1m de altura e 0,5m de largura
Camisa de manga comprida branca
Jeans branco
Meias brancas
Tênis ou sapato de cor branca
Um capuz branco
Cola com aderência em tecido
Forro de tricô e crochê
Foto impressa de indivíduo já falecido
Uma pessoa voluntária

Para "hectoplasma"

Dez pacotes de gaze
Cinco pacotes de algodão
Um rolo grande de fita adesiva
Uma pessoa voluntária

Para "média ou pequena materialização"

Um travesseiro ou boneco de pano
Mesmos ingredientes para o "hectoplasma" mais cola e forro

PROCEDIMENTO

O voluntário da "materialização" deve se vestir de branco (camiseta, jeans, meias e sapatos) e depois se cobrir com o lençol branco. Deve depois cobrir a cabeça de um capuz branco, e sobre o capuz colar a foto impressa de uma pessoa falecida de sua preferência.

Em volta da foto, mas sem cobri-la, colar em volta dela algum forro de tricô ou crochê, para fazer a foto "afundar" e fixar-se no capuz. O voluntário deve evitar se agitar, fazendo movimentos leves, para permitir ser fotografado com maior comodidade.

Já o voluntário do "hectoplasma" deve ser uma pessoa saudável para que não tenha risco de vômito ou mal-estar quando em sua boca se colocar o "colar" ou "fio" de algodão com gaze. Este deve ser primeiro produzido para que pareça um invólucro de hectoplasma a sair da boca de alguém.

Quanto à "materialização" em tamanho relativamente menor, mesmo que seja do tamanho de pessoas de estatura média ou baixa, usa-se um boneco de pano em vez de um voluntário. Quando menor, usa-se um travesseiro. Forra-se com tricô ou crochê ou com alguma fronha branca, no caso do travesseiro, ou revestir o boneco de pano todo de branco.

Neste caso basta colocar no boneco ou travesseiro um filamento de algodão com gaze simulando braços e chamar o voluntário do "hectoplasma" para fazer uma pose dramática, de alguém em transe, e colocar os "braços" do travesseiro ou do boneco em seu apoio. No caso do boneco, esta medida é optativa.

Depois desse procedimento, é só chamar um fotógrafo profissional para registrar o feito. Só que a máquina fotográfica deve ser de qualidade ruim, para que os detalhes possam ser facilmente encobertos nas fotos, forjando autenticidade através do "mistério" da ocultação desses detalhes.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Nosso Lar, ou como se tornar "superior" com um passe de mágica

Para quem não tem tempo de ler a obra de ficção Nosso Lar, nós resolvemos dar uma mãozinha (perispiritual, viu?) e resumir a trama para vocês. É uma trama estranha, mas vamos lá:

Um médico alcoólatra com vida de playboy morre e depois de se contorcer em um aterro sanitário, vai a um shopping center cheio de modelos profissionais vestidos com pijama branco e sai de lá transformado em "espírito superior" e "mestre inquestionável".

Viram como é fácil a evolução espiritual? Num piscar de olhos! Num passe de mágica!*

Assim, até o diabo vira "espírito superior"!

* OBS: Mágica é o que mais existe nas religiões.